Dores constantes nos joelhos, movimentos limitados e rigidez ao acordar podem ser sintomas do temido problema chamado artrose. O desgaste da cartilagem afeta as articulações, causando perda da agilidade e elasticidade. Com o tempo, a pessoa evita movimentar-se para não sentir dor, e a falta de movimentos faz com que a enfermidade se agrave.

A artrose pode ser consequência de diversos fatores como má postura, sobrepeso, atividades pesadas, acidentes, quedas e causas hereditárias. Tudo isso sobrecarrega os joelhos e causa a degeneração da articulação.

— Por ser silenciosa e instalar-se lentamente, muitas vezes, quando é descoberta, já está em estágio avançado e precisa de cuidados especiais. Remédios não são eficazes no tratamento porque não alteram o funcionamento articular. Para isso, a quiropraxia é o tratamento mais indicado, por ser seguro e atuar diretamente na causa do problema — explica a quiropraxista Bia Pimentel.

O quiropraxista vai analisar o estágio da doença e realizar o tratamento visando conservar e melhorar a amplitude dos movimentos e a redução do impacto. O tratamento é feito manualmente, através de ajustes que corrigem a posição das articulações e devolvem a mobilidade. A manipulação do joelho libera a musculatura da perna e devolve o funcionamento correto.

É essencial que o paciente com artrose siga as recomendações do quiropraxista, realize atividades físicas de pouco impacto e faça o acompanhamento para observar o progresso das articulações. O resultado é maior disposição, flexibilidade e qualidade de vida.

Ana Andreis – Quiropraxia VIA Zero Hora

AMA CLÍNICA DO DESENVOLVIMENTO HUMANO