“É a ciência que tem como objeto de estudo o homem através do seu corpo em movimento e em relação ao seu mundo interno e externo. Está relacionada ao processo de maturação, onde o corpo é a origem das aquisições cognitivas, afetivas e orgânicas. É sustentada por três conhecimentos básicos: o movimento, o intelecto e o afeto. Psicomotricidade, portanto, é um termo empregado para uma concepção de movimento organizado e integrado, em função das experiências vividas pelo sujeito cuja ação é resultante de sua individualidade, sua linguagem e sua socialização.”
(Sociedade Brasileira de Psicomotricidade)

“Busca conhecer o corpo nas suas relações, transformando-o num instrumento de ação. A evolução da Psicomotricidade no homem se dá de forma natural. Ela auxilia e capacita melhor o sujeito para uma melhor assimilação das aprendizagens sistemáticas e assistemática”.
(Sociedade Brasileira de Psicomotricidade)

Indicações quanto à incidência:

Corporal: dispraxia, desarmonia tônico-emocional, instabilidade postural, perturbações do esquema corporal e da lateralidade, estruturação espacial e temporal, perturbações da imagem corporal, problemas psicossomáticos.
Relacional: dificuldades de comunicação e de contato, inibição, hiperatividade, agressividade, limite, afetividade etc.
Cognitiva: no plano do processamento informacional: défices de atenção, de memória, de organização perceptiva, simbólica e conceptual.
Educativa: na propedêutica das aprendizagens escolares e no afinamento das praxias coordenativas.
Aquática: na propedêutica das dificuldades físico-afetivas, onde o espaço aquático proporciona uma contenção natural do corpo que sente, fala e se comunica.